Articulação temporo-mandibular

Perturbações e tratamento clínico cirúrgico em Cirurgia Crânio-Maxilo-Facial

A articulação temporomandibular

A articulação temporomandibular(ATM) é uma das estruturas mais complexas do sistema músculo-esquelético, permitindo movimentos de abertura, fecho e latero-deflexão da mandíbula.

As perturbações da ATM podem causar dor, restrição de movimentos e redução da qualidade de vida, levando frequentemente a outras complicações, como dores de cabeça crónicas de grande intensidade, perturbações do sono e da concentração, raquialgia cervical e até trigeminalgia (ou seja, síndrome do nervo trigémeo).

Em alguns casos, a Cirurgia Crânio-Maxilo-Facial está indicada para tratar estas perturbações. Neste artigo, vamos analisar as principais causas dos distúrbios da ATM e as opções de tratamento clínico e cirúrgico disponíveis.

    Causas das perturbações da ATM

    As perturbações da ATM podem ter várias causas anátomo-funcionais, incluindo

    • Trauma – fracturas, luxações, edentulismo (perda de dentes) e lesões ligamentares podem causar disfunção da ATM;
    • Artrite – o desgaste das superfícies articulares e a inflamação das estruturas circundantes podem causar dor e restrição de movimentos;
    • Deslocação do disco articular – o disco pode deslocar-se para a frente ou para trás, causando bloqueio e dor durante os movimentos da mandíbula;
    • Anomalias estruturais – as deformidades congénitas ou adquiridas podem alterar a função da ATM e causar disfunção.

    Tratamentos não cirúrgicos

    Os tratamentos clínicos não cirúrgicos para as perturbações da ATM incluem:

    • Farmacoterapia – analgésicos, anti-inflamatórios e relaxantes musculares podem ser utilizados para aliviar a dor e a inflamação;
    • Fisioterapia – exercícios de mobilização e alongamento podem ajudar a melhorar a mobilidade e a reduzir a dor;
    • Terapia oclusal – podem ser utilizados dispositivos como talas e placas para corrigir anomalias de oclusão e reduzir o stress sobre a ATM.

    Tratamentos cirúrgicos

    Quando os tratamentos conservadores não são eficazes ou a causa da perturbação é de natureza estrutural, pode ser indicada a cirurgia crânio-maxilo-facial. Os principais procedimentos cirúrgicos para os distúrbios da ATM incluem:

    • Artrocentese – consiste em introduzir cânulas de agulha fina na articulação para aspirar o líquido inflamatório e injectar ácido hialurónico ou soluções fisiológicas para melhorar a mobilidade;
    • Artroscopia – utiliza um endoscópio inserido na ATM para visualizar e tratar directamente as estruturas internas da articulação, como a remoção de aderências ou a reparação do disco articular;
    • Artroplastia – envolve a abertura da articulação e a remoção ou reparação de estruturas anatómicas danificadas, como no caso de deslocações de discos ou superfícies articulares degeneradas;
    • Artrodese – é a imobilização cirúrgica da ATM, utilizada apenas nos casos mais graves e quando os outros tratamentos falharam;
    • Substituição da ATM – em casos extremos, quando a articulação está gravemente danificada e não pode ser reparada, pode ser necessário substituí-la por uma articulação artificial, à semelhança do que é feito na anca ou no joelho.

    Recuperação e reabilitação pós-cirúrgica

    A recuperação e a reabilitação após a cirurgia da ATM variam consoante o tipo de procedimento efectuado e a gravidade da doença. Em geral, a reabilitação pode incluir:

    • Controlo da dor – a utilização de analgésicos e anti-inflamatórios, ou suplementos (vitaminas e minerais), pode ser necessária para aliviar a dor e a inflamação pós-operatórias;
    • Restrição temporária dos movimentos – o doente pode ser convidado a limitar a abertura da boca e os movimentos laterais durante um determinado período de tempo para permitir a cicatrização das estruturas articulares;
    • Fisioterapia – tratamentos avançados de fisioterapia (Neuromodulação da dor, K-LASER, terapia INDIBA-Tecar) e, na segunda fase do tratamento, podem ser prescritos exercícios de mobilização e alongamento para melhorar a mobilidade e a força da ATM após a cirurgia;
    • Terapia oclusal: pode ser necessário continuar a utilizar dispositivos como talas e placas para manter o alinhamento correcto dos dentes e reduzir o stress sobre a ATM.

    Conclusão

    As perturbações da articulação temporo-mandibular podem causar dor e restrição de movimentos, afectando significativamente a qualidade de vida dos doentes. Em alguns casos, a cirurgia crânio-maxilo-facial pode ser indicada para tratar estas perturbações, especialmente quando os tratamentos conservadores não são eficazes ou a causa é de natureza estrutural. As opções de tratamento cirúrgico vão desde procedimentos menos invasivos, como a artrocentese e a artroscopia, até operações mais complexas, como a artroplastia, a artrodese e a substituição da ATM. A recuperação pós-cirúrgica e a reabilitação são cruciais para garantir o sucesso do tratamento e o regresso à função plena e adequada da articulação.

    Marcar uma consulta com o Dr. Ozeri A. Eitan

    💬 Need help?